Exemplos brasileiros de Sustentabilidade

Mais uma vez: três Empresas Brasileiras na lista das TOP 100 em Sustentabilidade


Acaba de sair do forno, ainda quentinha, uma nova lista das 100 empresas mais sustentáveis do mundo, realizada pela Corporate Knigths, revista de sustentabilidade baseada em Toronto, no Canadá. Em sua sétima edição, este ranking – que já se tornou um dos mais aguardados – inclui mais uma vez três empresas brasileiras: a Natura (na posição 66), a Petrobras (88) e o Bradesco (91).

Como de praxe, listas deste tipo representam polêmica certa. Quem está nele comemora como quem recebe um Oscar, festeja com os funcionários e alardeia a conquista aos quatro ventos. Quem fica de fora diminui a importância do fato, questiona os critérios e, muitas vezes, até a idoneidade do realizador.

Goste-se ou não, o ranking Top 100 da Corporate Kignigths cumpre bem o único papel que consigo enxergar em listas e prêmios em geral: o de emulação. Não de egos, mas de práticas. Um ranking de empresas, seja para o que for, só é útil à humanidade se, de fato, as induz a melhorarem suas práticas, a ampliarem horizontes e patamares de aspiração.

Energia Eólica em Minas

Os ventos de Minas Gerais vão alavancar a geração de energia elétrica no estado nos próximos anos e viabilizar negócios para a Ersa – Energias Renováveis S.A, que há cinco meses instalou torres de medição da velocidade e regularidade do vento no estado para, num prazo de dois a três anos, iniciar investimentos na instalação de usinas eólicas. Com cinco torres de medição instaladas desde setembro, a empresa vai concluir as pesquisas em 12 meses – uma exigência da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) – mas já estima em 280 megawatts (MW) a capacidade de geração nas áreas pesquisadas no estado, o que é suficiente para abastecer uma população superior a 800 mil habitantes.

Pedalar, bom para saúde e meio ambiente!


Cuidar da saúde e preservar o meio ambiente, equilibrar a mente e relaxar no trânsito! Graças a esses ingredientes, a bicicleta tem transformado, a cada dia, a vida de muitas pessoas e se tornado a melhor opção de transporte, além de promover lazer e bem estar. Andar de bicicleta "fortalece o corpo e a alma". Este é o resultado final de estudos elaborados pela Universidade Alemã do Desporto. Os benefícios de andar de bicicleta não deixam margem para dúvidas: "as pessoas que andam de bicicleta regularmente poupam muitas visitas ao médico", conclui a pesquisa.

A bicicleta traz tantos benefícios que até a OMS - Organização Mundial da Saúde - incentiva o uso mais efetivo das bikes. Segundo a OMS, pedaladas diárias melhoram a qualidade de vida, combatem o sedentarismo e, através da liberação de endorfinas, trazem mais disposição para enfrentar o dia-a-dia. Pedalar também atua na redução do colesterol e pressão arterial, controla o diabetes e diminui a obesidade e o risco de doenças cardíacas, além de deixar o corpo em forma e aumentar a resistência física. Quem pedala regularmente possui maior resistência a patologias de fundo emocional, como as depressões, ou seja, pedalar é um dos melhores antidepressivos.


Trocar o carro ou a moto pela bicicleta garante benefícios para o meio-ambiente, pois diminui a poluição causada pelos veículos. Além disso, a circulação das bicicletas requer menos espaço em
estacionamentos e vias públicas, o que pode repercutir favoravelmente no planejamento das cidades.

Os 10 carros mais "verdes"

O American Council for an Energy-Efficient Economy (Conselho para Economia com Eficiência Energética dos EUA) divulgou na última terça-feira (15) o ranking dos carros mais 'verdes' de 2011.

Veja o quadro:

Novo perfil para os biólogos

A crescente necessidade de diálogo entre as especialidades que envolvem automação e biologia sintética estão formando uma nova e promissora área de atuação para pesquisadores que trabalham com ciências moleculares, ciências da computação, bioinformática e ciências da saúde, entre outros campos do conhecimento. Divulgar essa nova área interdisciplinar é o principal objetivo do Workshop on Synthetic Biology and Robotics, que será realizado no dia 24 de fevereiro, em São Paulo. O evento, organizado pela FAPESP e pelo Consulado Britânico em São Paulo, integra a Parceria Brasil–Reino Unido em Ciência e Inovação.
De acordo com a coordenadora do evento, Marie-Anne Van Sluys, professora do Instituto de Biociências (IB) da Universidade de São Paulo (USP), a conexão entre biologia sintética e robótica terá importância crucial no futuro. Tendência que deverá exigir qualificações especiais para os biólogos.

“Precisamos gerar um novo perfil de profissional da área de biologia que seja capaz de transitar com desenvoltura pela área de computação, aplicando a robótica tanto no que se refere à idealização de experimentos como na exploração de bancos de dados com imensos volumes de informação”, disse à Agência FAPESP.

O workshop, segundo Marie-Anne – que é uma das coordenadoras do Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN) – terá a apresentação de três cientistas britânicos e três brasileiros cujas pesquisas são exemplos bem-sucedidos de aplicação da automação às diversas áreas das ciências biológicas e moleculares.


O Workshop on Synthetic Biology and Robotics será realizado no Espaço Apas, da Associação Paulista de Supermercados, rua Pio XI, 1200, Alto da Lapa, São Paulo.

Mais informações sobre o workshop: www.fapesp.br/workshopsynthetic ou (11) 3838-4216/4362

Agência FAPESPI

Bonitinho ou perigoso??

Esta manhã, estava eu trabalhando, quando escuto uns grunhidos na rua.
Resolvo olhar, e vejo alguns miquinhos brincando subindo nos postes e andando entre os fios.
Em pleno centro da cidade!!

Mostrei para meus colegas, e alguns disseram.. "olha que bonitinho!!"

Clique nas imagens para ampliar

Sim.. são bonitinhos!
Mas a presença deles no centro da cidade não é bom sinal.

IPTU mais barato pra quem é sustentável

Em Campo Grande/MS é lei... desconto de 2 a 10% aos contribuintes que colocam em prática ideias sustentáveis nas casas. O programa é denominado Imposto Ecológico e fomenta práticas como captação e reuso de água da chuva, aquecimento solar e construção com materiais ecologicamente corretos. Estão inclusos o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) e ISS (Imposto sobre Serviços de qualquer natureza).

Segundo a prefeitura de Campo Grande, o abatimento na tributação é distribuído da seguinte forma: se a pessoa tiver um sistema de captação e reuso da água da chuva, o desconto é de 4%. No caso de um sistema de aquecimento solar elétrico e hidráulico, mais 2% e se a construção for feita com materiais sustentáveis, 4%. Os descontos acumulados chegam a 10%. O benefício não aparece automaticamente no carnê do IPTU, é preciso fazer o pedido à prefeitura.

Árvore boa dá bons frutos

Noções de Biodiesel
Texto de Otaviano Nestor de Oliveira*.

HISTÓRICO

No ano de 1.900, o alemão Rodolf Diesel demonstrou e funcionou seu motor com óleo de amendoim. Em 1.905, afirmou, profetizando na Feira Mundial de Paris: "Os países que utilizarem este motor com óleos vegetais, serão desenvolvidos". Já naquela época, segundo Thomas R. Fendel, a indústria fóssil se recusou a enveredar por este caminho racional, sendo inclusive o próprio Rudolf Diesel encontrado morto, pouco depois, boiando sobre as águas do Rio Reno.

Anos depois, os ideais de Rodolf Diesel foram retomados. Muitos estudos têm sido realizados para a obtenção do biodiesel. Com a alta constante do preço do barril de petróleo, a ciência está em busca de
novas fontes de energia.

O ciclo do petróleo está com seus dias contados. Segundo previsões, em trinta anos, sua extração será tão onerosa que inviabilizará sua exploração e comercialização.

Por outro lado, o mundo civilizado anda preocupado com o efeito estufa, diante da crescente destruição da camada de ozônio, protetora dos efeitos da radiação solar.

Após a Eco 2.000, no Rio de Janeiro e assinatura do Protocolo de Kyoto, as pessoas passaram a se preocupar mais com o meio ambiente e com o futuro do nosso planeta. Afinal, defender o meio ambiente é
preservar a vida do homem e dos demais seres vivos do planeta terra.

Usando sucata com criatividade

Moradores de Ituiutaba, no triângulo mineiro, deram um "jeitinho" de aproveitar a sucata de eletrodomésticos jogados fora.

No Centro da cidade tem sido muito comum encontrar carrinhos feitos do que restou de uma geladeira. Os carrinhos são usados para recolher papelão nas ruas, e para servir de suporte para vendedores ambulantes.

Portas velhas de geladeira podem servir de mesa de jantar. Sucatas de tanquinho viram vasos de plantas, e uma parte de uma maquina de lavar, que iria pro lixo, agora guarda o lixo, como uma lixeira. E das boas!

Veja reportagem no MGTV:


O Eco-Tudo

ONGs, eco empresas, prestadores de eco serviços, eco turismo, reciclagem, universidades e pessoas focadas nas causas da sustentabilidade e meio-ambiente.

Este é o Made in Forest, como eles mesmo dizem, primeira rede ambiental global.

O objetivo da Made in Forest é integrar os organismos envolvidos com o meio ambiente em contato com a população, seu público consumidor e entre si, para que juntos possam buscar negócios, metas sustentáveis e ajudar a transformar e melhorar o planeta em que vivemos.

E está precisando melhorar mesmo!!
Tudo que ajuda é bem vindo. Não conhecia, mas começarei a frequentar mais essa rede.


Lixo é responsabilidade de TODOS!

Tá na lei!! Mais especificamente a Lei Federal 12.305/2010, que institui a Política Nacional dos Resíduos Sólidos, sancionada pelo ex-presidente Lula no final de dezembro.

A intenção com as novas regras é estabelecer a responsabilidade compartilhada entre sociedade, empresas, governos estaduais, União e prefeituras no manejo correto do lixo.

Conforme o Ministério do Meio Ambiente, a produção diária de lixo nas cidades brasileiras chega a 150 mil toneladas. Deste total, 59% vão para lixões e 13% são reaproveitados. O Orçamento de 2011 prevê R$ 1 bilhão para financiamentos e incentivos do governo a reciclagem.

Fonte: Diariodecanoas.com.br