Novo perfil para os biólogos

A crescente necessidade de diálogo entre as especialidades que envolvem automação e biologia sintética estão formando uma nova e promissora área de atuação para pesquisadores que trabalham com ciências moleculares, ciências da computação, bioinformática e ciências da saúde, entre outros campos do conhecimento. Divulgar essa nova área interdisciplinar é o principal objetivo do Workshop on Synthetic Biology and Robotics, que será realizado no dia 24 de fevereiro, em São Paulo. O evento, organizado pela FAPESP e pelo Consulado Britânico em São Paulo, integra a Parceria Brasil–Reino Unido em Ciência e Inovação.
De acordo com a coordenadora do evento, Marie-Anne Van Sluys, professora do Instituto de Biociências (IB) da Universidade de São Paulo (USP), a conexão entre biologia sintética e robótica terá importância crucial no futuro. Tendência que deverá exigir qualificações especiais para os biólogos.

“Precisamos gerar um novo perfil de profissional da área de biologia que seja capaz de transitar com desenvoltura pela área de computação, aplicando a robótica tanto no que se refere à idealização de experimentos como na exploração de bancos de dados com imensos volumes de informação”, disse à Agência FAPESP.

O workshop, segundo Marie-Anne – que é uma das coordenadoras do Programa FAPESP de Pesquisa em Bioenergia (BIOEN) – terá a apresentação de três cientistas britânicos e três brasileiros cujas pesquisas são exemplos bem-sucedidos de aplicação da automação às diversas áreas das ciências biológicas e moleculares.


O Workshop on Synthetic Biology and Robotics será realizado no Espaço Apas, da Associação Paulista de Supermercados, rua Pio XI, 1200, Alto da Lapa, São Paulo.

Mais informações sobre o workshop: www.fapesp.br/workshopsynthetic ou (11) 3838-4216/4362

Agência FAPESPI

Nenhum comentário:

Postar um comentário