Depois de muito riso...

... vem muito choro, já dizia minha avó!
Mas porque estou dizendo isto agora? Simples. O ser humano nunca está satisfeito com nada, sempre está a reclamar disso, daquilo.

Nós estamos sofrendo com as chuvas torrenciais que estão assolando o Brasil, principalmente a região sudeste, como Rio de Janeiro e Minas Gerais. E longe de ser um assunto novo; neste mesmo blog, em dezembro de 2010 eu já tinha feito um post sobre o assunto.

Mas como se vê, todo ano é a mesma coisa. Ao invés das autoridades e mesmo a população se prevenir, não... é melhor esperar chegar a chuva levar tudo na enchente e depois reclamar (se levassem tudo meu também reclamaria).


Porém o assunto é outro. Como disse no começo, depois de muito riso vem muito choro. As chuvas estão caindo com vontade, e depois vai tudo pra enchente, pro esgoto. Quem não sofre com falta d´agua não está nem aí. Vai chegar junho, julho, agosto e nossa água estará na torneira normalmente. Continuaremos lavando as calçadas e carros com mangueira e desperdiçando muita água, como sempre.

Mas e quem mora por exemplo no norte de Minas. Chega essa época do ano, não cai uma gotinha de água do céu, os rios secam, não tem de onde tirar. E como sempre, todo ano é a mesma coisa.
Porque o GOVERNO não vai lá, e constroe sistemas de armazenamento da água da chuva, afinal, agora é a hora. Quando chegar a seca, eles terão de onde tirar. E esse povo sabe economizar, sabe racionar, não são como nós que ficamos horas no banho pensando na vida. Por enquanto, se não tiver tido enchente na cidade, eles estão felizes com a chuva, mas ficarão muito tristes (e com muita razão) quando vier a seca.

Se tiver muito difícil fazer esses sistemas, eu deixo algumas dicas aqui.






Acho que já é o suficiente né? Mas não precisamos ficar esperando o governo fazer nada, até porque se ficarmos esperando, não veremos nada.
Vejam que são projetos bem simples, e consequentemente baratos.

Se cada um fizer sua parte, já é 3/4 de caminho andado. O restante, pras pessoas que não tem condições, deixa pro governo, afinal é o papel dele, sua obrigação que devemos sempre cobrar.

Raphael Augusto





Nenhum comentário:

Postar um comentário