O destino elegante das sucatas de aviões


Partes de aviões desativados destinadas ao ferro velho recebem um novo sopro de vida e renascem em mesas, cadeiras e camas em estilo vintage, no projeto da empresa californiana Motoart.

Do corte até o polimento para o acabamento final, muitas das peças demandam mais de 100 horas de trabalho até estarem prontas para serem comercializadas. Alguns assentos ainda vêm com o pino ejetor original e os avisos 'remover antes de voo'. Os preços podem variar entre cerca de R$ 164 para um relógio mais simples até mais de R$ 120 mil para uma mesa de reunião feita a partir de uma das asas do avião.

Reaproveitadas antes de se tornar perigosos passivos ambientais, as peças são ainda ecologicamente corretas, como ressaltou o sócio da Motoart. Criada em 2001, a empresa agora conta com 17 funcionários e tem um giro de negócios de cerca de £ 26 milhões por ano (mais de R$ 81 milhões).







Visto no Estado de Minas


Nenhum comentário:

Postar um comentário