Lendas e mitos no supermercado

Uma ida ao supermercado pode ser tornar perigoso. Há produtos orgânicos, ecologicamente corretos, biodegradáveis... Mas às vezes isso pode ser propaganda enganosa.

Produtos biodegradáveis, orgânicos, feitos com material reciclado e até mesmo que "não usam animais como cobaias" vêm tomando de assalto as prateleiras, com a promessa de ser a solução ideal para consciências ecologicamente preocupadas. No entanto, e isso não é raro, produtos anunciados como amigos da natureza não passam de marketing em estado bruto.

É preciso um olhar minucioso e atenção redobrada para não acabar levando um item que pode ser tão prejudicial ao planeta quanto qualquer outro fabricado da maneira tradicional. Embalagens oxidegradáveis, por exemplo, foram lançadas no mercado há alguns anos como alternativa ao plástico comum das velhas sacolas. Mas oferecem risco similar à natureza. Explica-se. Ao serem descartadas, elas se degradam com mais facilidade, sim, mas seus componentes químicos vão permanecer no solo por muitos anos.

Para entender melhor, veja quadro:


Um fator importante na hora de consumir conscientemente é saber o caminho que o produto percorreu até chegar ao mercado.

Alguns produtos contem selos e certificações que são uma boa medida para o cliente descobrir se alguns itens têm realmente a origem (ou os benefícios) que seus rótulos alardeiam.

Porém até mesmo esses selos precisam ser olhados com muito cuidado, como já foi dito aqui antes.

Informações e quadro por: Planeta Sustentável

Nenhum comentário:

Postar um comentário