E agora Dilma??

Ministra do Meio Ambiente comenta cinco grandes desafios ambientais do Brasil

O Brasil tem cinco grandes desafios que enfrenta como protagonista na questão ambiental nos últimos oito anos. O primeiro é a conservação da biodiversidade, o segundo refere-se à questão climática, o terceiro às emergências ambientais, o quarto aos resíduos sólidos e o último à reforma do Código Florestal.


Esse resumo fez parte da palestra da ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, no Painel Sustentabilidade Ambiental, dentro da primeira Conferência do Desenvolvimento, promovida pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que começou no dia 24 de novembro e se estende até o dia 26, no canteiro central da Esplanada dos Ministérios.
Conservação da biodiversidade
A ministra lembrou a realização da 10ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP10), realizada em Nagoya, no Japão, onde foi debatida a questão da repartição de benefícios e do acesso aos recursos genéticos. Segundo ela, isso representa uma mudança política e social em torno da sociobiodiversidade do planeta.
A ministra informou que o Brasil já possui legislação sobre acesso aos recursos genéticos e repartição de benefícios, mas que precisa aprimorá-la. Izabella reafirmou que essa questão é, por exemplo, uma condicionante fundamental para o novo modelo de desenvolvimento da Amazônia.

Questão climática
A ministra afirmou que o Brasil está conseguindo diminuir suas emissões e apresentou a menor taxa de desmatamento dos últimos 20 anos. Izabella afirmou que a sustentabilidade é um tema que provoca o Governo Federal e é também uma agenda corporativa, que envolve o empresariado.
“Estamos dizendo, na prática, o que estamos fazendo para diminuir nossas emissões. Isso vem sendo feito, entre outras iniciativas, com acordos setoriais com a sociedade, com a sinalização de facilitação da cooperação Sul/Sul, com o compartilhamento de agendas, dentro do conceito de economia de baixo carbono”.

Emergências ambientais
O Brasil está fazendo um novo arranjo institucional para tratar as questões das queimadas e da expansão das unidades de conservação.

Resíduos sólidos
Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) com seu potencial de reciclagem e de organização dos catadores é outro desafio importante que o Brasil vem enfrentando. “Esse desafio aproxima os mundos da economia e do social”, disse a ministra. Ela lembrou aos presentes que em Belo Horizonte, por exemplo, 40% da força da mão-de-obra responsável pela coleta de lixo vem dos catadores.

Código Florestal
A ministra disse que o assunto merece ser melhor debatido e que o MMA vai apresentar uma proposta sobre o assunto. Também anunciou o debate sobre o Código Florestal das Cidades. A ministra lembrou que em maio de 2012 será realizada a Rio+20, onde serão discutidos temas como Economia Verde, Governança Ambiental e Erradicação da Pobreza.

Fonte: Ecodesenvolvimento.org, com informações do Ministério do Meio Ambiente.

E agora Dilma?? A Meio Ambiente não é uma AMEAÇA ao desenvolvimento?

Nenhum comentário:

Postar um comentário