Araxá tem trabalho efetivo de reciclagem e é referência

Os resíduos sólidos são tema de um encontro que fala sobre 'lixo e cidadania' que está sendo realizado em todo o estado e também fora do país. Em Araxá, o trabalho efetivo de reciclagem transformou a cidade em referência para outros municípios.

Todo lixo reciclável vai para galpões. Desde 2008 não há mais nenhum catador no local que hoje é aterro sanitário. Araxá tem duas associações e uma cooperativa de reciclagem. Numa delas a coleta chega a 60 toneladas por mês. Número que poderia ser muito maior.

Minas Gerais foi convidada pela primeira vez. Além de Araxá, Pirapora e Juiz de Fora também discutem o assunto. Segundo a coordenadora do Comitê Interministerial de Inclusão Social dos Catadores, Jaira Puppim, alguns municípios estão atrasados na reciclagem. Participaram do evento, representantes de cooperativas do Triangulo e Alto Paranaíba.

Entre as discussões, a conscientização e adoção de atitudes relacionadas à importância da redução de resíduos. Os catadores acreditam que se toda a comunidade se envolver nesse processo, o trabalho irá mudar.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário