Você é um cidadão verde?

Ao menos que você seja parede do Incrível Hulk, posso dizer que a resposta para a maioria é NÃO (mesmo que você pense que sim). Ter muita planta em casa não quer dizer que você é VERDE; só a sua casa terá essa cor.

Para saber se você pode ser considerado verde ou não, veja essas sete regras:

1- Uso do terreno – sempre é possível plantar árvores frutíferas, canteiros de espécies que dão flor e canteiros de grama. Pequenas hortas também são muito benvindas. Planejar estes espaços é importante para que o jardim não se transforme em um matagal. E, ao contrário, atraia pássaros e insetos produtivos, como algumas espécies de abelhas. Por fim, amenize o microclima da casa e o de seus vizinhos.

2- Fauna urbana – há diversas espécies da fauna que criam seus habitats junto às atividades do homem. Algumas são desejáveis, outras nem tanto. Nas áreas urbanas, gatos, pássaros, ratos, baratas, formigas e mosquitos são atraídos pelas atividades das famílias. No entanto, os pássaros e as abelhas são bons aliados que todos devemos desejar. Os gatos também e muitas vezes são criados na própria casa. Os pássaros em liberdade, além de iluminarem as pessoas, alimentam-se de frutas e insetos em geral. Cremos que é possível estabilizar a fauna urbana da casa, em função de sua cadeia trófica (quem come quem ou o quê?...).

3- Água – captar e armazenar a água da chuva é uma prática que se torna cada vez mais comum e barata de ser realizada, sobretudo pelo cidadão verde. Essa água deve ser usada para a rega do jardim e para lavar carros e calçadas, reduzindo o consumo de água tratada.

4- Energia – as unidades domésticas de captação de energia solar estão começando a serem utilizadas no Brasil. Permitem economias entre 30 e 50% nas contas de luz. Nada mal...

5- Reuso e reciclagem – nesse item muito cidadão que quer ser verde “entra pelo cano”. Não sabe o que é reuso, o quê reusar, o quê pode ser reciclado, como reciclar ou para onde enviar material reciclável. Propomos que você faça uma pesquisa na internet, pois vai encontrar todas as informações de que precisa. Desde já afiançamos que garrafas pet, papel e papelão, jornais e revistas, vidros, metais, equipamentos eletrônicos, lâmpadas fluorescentes, pilhas e baterias, dentre outros, quando se tornam inservíveis, ou podem ser reusados ou há empresas que os reciclam.

6- Águas servidas – águas da cozinha e dos banheiros são denominadas águas servidas. É possível reduzir a quantidade dessas águas, em especial as águas de descarga dos vasos sanitários. Há como instalar vasos com sucção à vácuo, reduzindo cerca de 70% da água necessária às descargas.

7- Relação com vizinhos – diríamos que as boas relações com nossos vizinhos são um dos principais meios para a formação dos cidadãos verdes. Não temos dúvida de que, ao melhorarmos o ambiente de nossa casa, estaremos beneficiando nossa própria qualidade de vida. Imaginemos se conseguirmos que nossos vizinhos façam coisas semelhantes? Se morarmos em um condomínio as práticas verdes poderão ser todas implantadas com custos mais baixos e com resultados positivos bem maiores para todos.

Lembre-se.. essas atitudes podem mudar o rumo doo mundo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário