A era da Moda Sustentável

A 17ª edição do Senac Fashion Business dará destaque a ONGs e marcas com compromissos social e ambiental, com espaço reservado à ‘Moda Sustentável’. Entre os expositores, a Grife Providência, uma parceria entre o Banco da Providência e a estilista Luiza Bomeny, a Rede Asta e a ONG As Charmosas, do Engenho da Rainha, vão marcar presença.


A Pano Digital, estamparia de Petrópolis, lança no evento processo inédito de produção com tecnologia limpa. A empresa — que ganhou certificação internacional — passou a usar tecidos de algodão descartados, garrafas PET (100% recicláveis), impressos por tecnologia digital e corantes à base d’água não poluentes.

Além dessas técnicas, tem a estação de tratamento de efluentes (ETE) para reciclagem de resíduos, eliminando passivos ambientais. Diretor da Pano Digital, Marcio Cosendey explica que o mercado foi receptivo à produção sustentável, e a empresa fechará o ano com crescimento de 85% . “O tecido leva 15% de fio de garrafa pet e 85% de fio de algodão que iria para o lixo. Não é historinha comercial. O produto é 20% mais caro, mas se paga no benefício ambiental”, resume.
Fonte: O Dia Online

Nenhum comentário:

Postar um comentário